19 setembro 2014

O dia da cidade em que nasci e o dia em que foi celebrado o meu novo nascimento (post atualizado)

guara20

Hoje é para mim um dia muito importante. É dia de parabenizar a cidade onde o Senhor me permitiu nascer e crescer, que completa 123 anos de emancipação política. É uma cidade que, semelhante a muitas outras, tem sofrido ao longo dos anos com o descaso de políticos que não investem em sua infraestrutura, mas a despeito disso, continua sendo uma linda cidade, devido às belezas naturais concedidas pelo Criador.

Mas apesar de gostar bastante da minha terra, que não tem palmeiras onde canta o sabiá, mas castanheiras onde pousam as andorinhas, a razão de gostar tanto desta data, 19 de setembro, se deve a outro fato, muito mais importante, pelo menos para mim.

Há exatos 21 anos eu estava diante da Igreja Presbiteriana de Guarapari fazendo votos a Deus e recebendo o batismo, sinal da Aliança do Senhor, que simbolizava um nascimento muito mais importante que o primeiro, citado no começo do texto, o nascimento da água e do Espírito, sem o qual ninguém pode entrar no Reino de Deus( Jo 3.5).

Ter nascido em Guarapari é para mim motivo de satisfação, porém, ainda que organicamente vivo, encontrava-me morto em delitos e pecados (Ef 2.5), andando segundo as inclinações da minha carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos e sendo, por natureza, filho da ira de Deus, como aqueles que ainda não creram no Senhor (Ef 2.3).

É por isso que louvo ao Senhor pelo novo nascimento e por estar sendo preparado para uma nova pátria e uma nova terra. Deus, por ter sido rico em misericórdia e por causa do grande amor com que me amou me deu vida juntamente com Cristo, unicamente por sua graça (Ef 2.4,5). Pela graça fui salvo, mediante a fé, e isso não veio de mim, foi dom de Deus; não de obras para que eu não me glorie (Ef 2.8,9), pois convém que ele cresça e que eu diminua sempre (Jo 3.30).

Louvado seja então o meu Deus, por sua infinita graça e misericórdia, por seu grande amor demonstrado na cruz do Calvário onde Cristo Jesus deu a vida em favor de seu povo, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (Jo 3.16). Posso fazer minhas as palavras do hino de John Newton: “Maravilhosa graça, quão doce o som, que salvou um miserável como eu. Eu já estive perdido, mas agora fui encontrado, estava cego, mas agora eu vejo”.

FamíliaGraças te dou Senhor, por ter me resgatado do pecado e por estar me aperfeiçoando a cada dia a fim de que eu seja conforme a imagem de Cristo Jesus, irmão mais velho. Graças de dou por ter também resgatado a minha casa. Graças te dou pela esposa maravilhosa que me concedeste e pela herança com que nos presentastes, nossos filhos amados. Graças te dou por ter me chamado para o ministério pastoral, tendo o privilégio e a grande responsabilidade de cuidar das ovelhas que são do Senhor.

Ajuda-me sempre a viver de modo digno do evangelho de Cristo Jesus, a fim de que o Senhor seja sempre glorificado.

0 comentários: